quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Vergonha Social...

"Morte de idoso em condições de miséria gera contestação pública, em Mondim" ( In mondim online)
.
. É um caso esporádico? Vai-se agir mais uma vez á posteriori …ou nem se vai agir!!! Para mim é alarmante que só se pense nestas pessoas quando é para lhe dar o pão para a boca e não para os fazerem sentir bem. Sinto-me num país onde as classes mais fragilizadas são esquecidas, numa terra que só se lembra dos mais idosos para fazerem um passeio anual e para pouco mais. Os lares, conforme estão a ser pensados, não funcionam…Dão aos seus utentes uma perspectiva de hospital, onde se junta uma classe mais frágil e logo mais incomoda a uma sociedade do capitalismo.

2 comentários:

Sofia disse...

caro miguel,
vi o teu comentario e claro que nao fiquei indiferente.Dado k o nosso pais é cada vez mais um pais "velho" é normal esse tipo de situações serem mais frequentes.
Falas tu de uma terra que so se lembra dos idosos para fazer uns passeios anuais, devo te dizer que isso ai ao lado das terras que nada fazem ja é um passo. Será que é suficiente? não!! A situação dos lares é a mesma coisa, aliás a meu ver os lares nem deviam ser pagos, porque é que so vão uns e outros não? onde está aqui o direito de igualdade? não está! depois criam-se ideias que os lares são hospicios, hospitais...
estamos num pais em que o futuro esta nas maos de quem realmente pode, de quem tem dinheiro, porque os restantes... o que é que é afinal mais uma ou menos uma morte...
preocuparmos-nos com a miseria, a fraude, a fome, a doença, o crime...para que? vamos mas é preocupar nos com algo importante, que tal o caso Freeport ???
Vale a pena pensar nisto..

Carlos Leite disse...

Olá Sofia
Sinceramente não acho normal este tipo de coisas serem mais frequentes só porque o numero de idosos aumentou e vai continuar a aumentar, pois isso é um facto que já se sabe á muito tempo e deveríamos ter-nos prevenido para que situações destas não acontecessem nunca.

O grau de decência de uma sociedade mede-se pela forma como tratam os que não produzem: crianças e idosos, a questão que veio á ribalta esta semana acerca da falta de segurança nos lares só vem mostrar que “este país não é para velhos”.Pagos ou não é uma questão que não me quero aprofundar, no entanto acho que o mínimo deveria ser garantido pelo estado, mas com melhores condições.
O caso freeport é um exemplo da desconfiança e da falibilidade do sistema politico e judicial, queixando-se os políticos deste ultimo quando o mal lhe bate á porta, sendo por isso suspeito.

Obrigado por expressares pensamento