segunda-feira, 15 de setembro de 2008

VERDE BASTO

Nasceu hoje em Celorico, junto á Cooperativa de Basto uma boa estratégia e oportunidade de desenvolvimento para os produtores agrícolas e florestais da região, já tinha debatido com pessoas próximas uma solução deste tipo, como estratégia para preservar alem da produção, o saber fazer, que entendo que ainda distingue os nossos agricultores e pessoas a eles associados, porque daqui a uns anos a implementação poderá ser difícil, porque aqueles que sabem produzir com a qualidade e tradição característicos destas terras, estão a sair do activo principalmente pela sua idade. A empresa Verde Basto surge como uma implementação pioneira em Portugal do Conselho Local de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Celorico de Basto e que agrega quinze entidades, que pretende tornar-se numa plataforma de apoio para aos produtores locais a ultrapassar as dificuldades que surgem no processo que vai desde a produção até á comercialização, como também a elaboração planos de negócio de certificações. A ideia parece-me interessante e muito bem concebida tendo em conta as necessidades da região, e as suas potencialidades, no entanto acho muito importante, apostar também na inovação como factor intrínseco a este projecto, e um esforço titânico na publicidade desta estratégia, para que tenha uma recepção maior por parte dos produtores locais, e espero que ninguém seja excluído desse círculo, incentivem os produtores a tornarem os seus produtos competitivos, e informa-los dos apoios existentes para melhorarem a produção, lembrem-se que as pessoas deste ramo podem olhar com receio para uma eventual mudança, pedindo-se assim um esforço redobrado na hora de chamar a esta iniciativa o numero máximo de produtores, para que se crie uma marca forte e digna de encher prateleiras das lojas e hipermercados, uma fileira da qualidade com tradição. Espero que haja também uma abertura a todas as outras regiões de Basto quer desta empresa, ou na cooperação com outras cooperativas da região, pois as necessidades dos produtores são muito semelhantes. Não deixem esta iniciativa descarrilar e apliquem-na de forma a obter bons resultados, força e um bem haja a esta iniciativa.

1 comentário:

Manuel disse...

Sou a favor de tudo o que se possa fazer para melhorar a qualidade de vida dos habitantes destas paragens.
Gostaria de saber onde me posso aconselhar para saber se existem incentivos agricolas e, também, para familias que se queiram fixar nesta região.
Obrigado.
Manuel Faria